El 22 de mayo de 2018, actualizamos nuestra Declaración de Privacidad y nuestros Términos de Uso de conformidad con GDPR. Su uso continuo de Educate Magis significa que usted acepta estas políticas. Es por esta razón que le sugerimos dedicar unos minutos a leerlas y a entenderlas haciendo clic aquí.
COVID-19 - Recursos y Recomendaciones Compartidas por Educadores de Nuestra Comunidad Global
Por Juliana Alves Ju
Jul 17th, 2020

Uma das funções da literatura é o de externalizar sentimentos, sensações, percepções e (in)conformidades. Os textos literários nos ajudam a refletir sobre diferentes aspectos da vida e ampliam nosso entendimento sobre nós mesmos, as pessoas e o mundo. Motivados por esse propósito e pelo atual contexto imposto pela pandemia do Covid-19, os alunos da 1.ª série do Ensino Médio, turma 1.3, desenvolveram poemas em formato de Podcast.

As produções dos estudantes são chamadas de Poemacasts e fazem uma reflexão sobre o comportamento on-line das pessoas em tempos de isolamento social. A professora de Língua e Literatura, Cláudia Terra, explica que a ideia da atividade de expressão oral surgiu ao conhecer o trabalho do poeta Pedro Muriel, que celebra o encontro entre pessoas e literatura por meio desse formato. “Nos Podcasts, as pessoas interpretam um poema, registrando as suas vozes em trechos de áudio recitados. Com esse trabalho, a arte literária, mais especificamente o gênero lírico, tornou-se viva aos jovens de hoje”, afirma a professora.

Segundo Cláudia, os alunos exercitaram diferentes habilidades no desenvolvimento do trabalho. “A atividade fez que a turma analisasse e empregasse estratégias de planejamento, elaboração, revisão e avaliação de texto oral, considerando sua adequação ao contexto da produção do Poemacast, à forma composicional e ao estilo de gênero”, explica. A professora também ressalta que mesmo a distância o trabalho proporcionou um intercâmbio entre os estudantes: “nas videoconferências, eles compartilharam suas percepções e puderam expor seus sentimentos sobre esse período que estamos vivendo”.

A estudante Emanuelle Ferreira Duarte também destaca esses momentos de diálogo com os colegas. “Uma das partes mais rica da nossa experiência foi conhecer um pouco sobre o que cada um estava sentindo diante de toda essa situação de isolamento, não sei se conversaríamos sobre isso se não tivéssemos feito essa atividade”, afirma.

O aluno Leonardo Kim acredita que o desenvolvimento dos Poemacasts o ajudou a refletir sobre a situação atual do novo coronavírus. “Nesse momento, praticamente todas as informações vêm de telejornais, então, creio que ao mudar a forma em que as informações são passadas, as pessoas podem redobrar sua atenção e perceber que a pandemia na qual estamos vivendo é algo que devemos nos preocupar”, compartilha.

O coordenador de Linguagens do Colégio São Luís, Rudney Soares, fala que a criação de poemas é uma oportunidade de expressar pensamentos e sentimentos. “É importante que o indivíduo que vive este momento registre-se, posicione-se e marque-se como sujeito no/do mundo. Nesse cenário de constantes mudanças, conteúdos canônicos da Literatura – gêneros literários, por exemplo – podem ser trabalhados com o mesmo rigor, mas de modo mais moderno, contextualizando as aprendizagens aos novos instrumentos tecnológicos”, afirma o educador, ressaltando que “a produção dos Poemacasts tornou mais prazeroso e moderno o contato dos estudantes com poemas”.

Como o trabalho era em grupo, o processo da produção dos Podcasts em si foi um desafio para os estudantes em consequência da distância. “A maior dificuldade foi a questão do distanciamento social, já que cada aluno teve que gravar em sua própria casa, então, não era possível acompanhar as etapas de perto e foi necessário confiar que cada integrante fizesse um bom trabalho”, conta o estudante Leonardo.

A partir da pesquisa e da reflexão sobre o tema, os alunos desenvolveram os poemas, que podiam ser livres ou metrificados. “Essa liberdade de forma nos ajudou muito para poder escrever sobre o contexto atual. Depois, com o poema pronto, procuramos um lugar mais silencioso em nossas casas para gravar. Em minha opinião, essa foi a parte mais difícil, não sou muito boa com a fala, mas superei esse desafio”, afirma a aluna Emanuelle.

Apesar da distância e dos desafios enfrentados pelos estudantes, o trabalho em grupo, o diálogo, a confiança e a dedicação de todos geraram muitos aprendizados. Ainda segundo Emanuelle, “nesse projeto, eu refleti sobre a situação atual, pude ouvir de meus colegas o que eles pensavam e como eles escolheram lidar com ela. Tudo isso envolveu também relembrar experiências e conselhos que já me deram sobre a pandemia e ponderar sobre o momento atual à medida que precisava transformar minha visão e a de meus colegas em um poema. De certa forma, o poema foi como uma conclusão, juntando tudo o que observamos em nós mesmos e nos outros”, finaliza.

Ouça o resultado dos trabalhos dos nossos estudantes em nosso canal no Spotify!