Who Do You Want To Be? A Global School Experience inviting young people to discover a path toward the fullness of life.Participate here
By Dayse Lacerda
Feb 19th, 2019

Apenas 55 estudantes de todo o Brasil conseguiram realizar esta façanha: fechar a prova de Redação do Enem 2018 e alcançar a nota máxima, 1000 pontos. Uma delas é aluna do Colégio Loyola. Luísa Sousa Lima Leite estudou por 12 anos na escola e concluiu o Ensino Médio no ano passado.

Sobre seu desempenho, Luísa disse que, apesar de ter se preparado bastante, seguindo as orientações da escola e, às vezes, indo além, por sua própria intuição, não esperava que fosse obter nota máxima. “Fiquei surpresa, porque a gente sempre acha que poderia ter feito um pouco melhor”, afirmou. Além disso, Luísa contou que a dinâmica da prova estava um pouco diferente em relação aos anos anteriores. “Nas passadas, havia sempre uma palavrinha que apontava a direção a seguir na Redação. Mas, nesse ano, o tema foi apresentado sem nenhuma indicação”, contou.

Para Luísa, as estratégias de preparação oferecidas pelo Colégio foram fundamentais para que ela obtivesse esse resultado. Entre elas, a estudante destaca a disponibilidade dos educadores para rever com cada aluno os pontos que podiam ser melhorados. “Na minha opinião, o Loyola conta com uma equipe fantástica de Redação. Os professores são ótimos e estão nos acompanhando desde o 9º Ano do Ensino Fundamental. O suporte para ler as redações que eram pedidas em sala de aula ou as que eu fazia por iniciativa própria foi muito importante para que eu pudesse aprimorar a minha técnica”.

Luísa alcançou a média geral de 801 pontos e pretende cursar Direito. Para ela, essa área do conhecimento se destaca pela função de trazer à tona a alteridade. “Num período de opiniões tão acirradas, como o que a gente está vivendo, o Direito é fundamental para a mediação de conflitos e para exercitar a capacidade de se colocar no lugar do outro”, ponderou. Luísa revelou, ainda, o que aprendeu de mais importante no Colégio. “O Loyola me ensinou a ter uma percepção crítica e humana em tudo que a gente faz, seguindo o princípio de ‘em tudo amar e servir’.”

Para quem vai cursar o Ensino Médio em 2019 e pretende fazer o Enem, Luísa dá algumas dicas: “acho importante não se desesperar, porque, realmente, dá tudo certo no final”. Ela também sugere que o estudante faça o melhor que puder, confiando no que foi feito e não se preocupando com o que não foi possível ou não deu tempo de fazer.

Confira a entrevista com a estudante aqui: