Students Imagining “The World that Christ Desires” A Global Reflective Project!

Em 20 de maio de 1521, durante uma batalha em Pamplona, na Espanha, o habilidoso cavaleiro Inácio de Loyola foi atingido em uma das pernas por estilhaços de uma bala de canhão. Ferido, ele passou os meses seguintes em recuperação no Castelo de Loyola e, a partir desse momento, iniciou uma profunda jornada de conversão, que direcionou seus desejos e projetos a Deus e ao serviço dos demais.

Por ocasião dos 500 anos desse acontecimento na vida do fundador da Companhia de Jesus, o Superior Geral dos jesuítas, Pe. Arturo Sosa, SJ, convocou o Ano Inaciano, em que todas as pessoas envolvidas na missão e inspiradas pela espiritualidade inaciana são convidadas a descobrir “novo entusiasmo interior e apostólico, uma nova vida, novos caminhos para seguir o Senhor”. Com o lema “Ver novas todas as coisas em Cristo”, o período, que começou em 20 de maio de 2021, se estenderá até 31 de julho de 2022, data em que comemoramos a festa de Santo Inácio de Loyola.

Nesse contexto, o Colégio São Luís lança o Programa Arrupe de Desenvolvimento de Lideranças Inacianas com o intuito de fomentar, junto aos colaboradores a identidade, o carisma e a missão da Companhia de Jesus como fatores que caracterizam e identificam a educação oferecida pelo CSL.

O que é o Programa Arrupe?

O Programa Arrupe, alocado na área de Recursos Humanos, visa formar lideranças inacianas a partir da incorporação de novos colaboradores à missão educativa da Companhia de Jesus, em um itinerário de crescimento pessoal, espiritual e profissional num processo de formação permanente e de assimilação do modo de proceder em um Colégio Jesuíta.

O diretor-geral do Colégio São Luís, Pe. Edison de Lima, SJ, enfatiza que o Programa Arrupe constitui parte estratégica dentro do plano de desenvolvimento institucional. “Pensamos o programa como uma proposta regular e contínua dentro da estrutura e objetivos institucionais, voltado à atenção especial com a formação integral de nossos colaboradores e à assimilação permanente do carisma inaciano que impulsiona a comunidade educativa”, afirma.

A proposta também visa a maior integração dos colaboradores de diferentes áreas e departamentos da instituição. “Sentir e saborear as diversas experiências propostas nas trilhas do programa ajudará a reverberar a espiritualidade nos dois turnos (integral e noturno), o que dará ainda mais unidade ao corpo do trabalho no Colégio São Luís”, comenta Jailton Macedo, orientador educacional da 3ª série do Ensino Médio Noturno.

Organizado por meio de um itinerário formativo com metodologia teórico-experiencial, o programa é composto de três trilhas: Loyola, Manresa e Cardoner. “O Programa Arrupe propõe um crescimento gradual, convidando os colaboradores a uma postura ativa, própria de quem se coloca a caminho e se deixa mover pela busca”, enfatiza Vanessa Correia, coordenadora de projetos.

As Trilhas do Itinerário

A Trilha Loyola é voltada para integração dos novos colaboradores, na ocasião de sua admissão, e apresenta aspectos fundamentais da identidade, carisma e missão da Companhia de Jesus, assim como o contexto local, nacional e global da missão jesuíta, na educação e em outras frentes apostólicas.

A Trilha Manresa, destinada a todos os colaboradores docentes e não docentes do Colégio São Luís, retoma a vida e a experiência de Santo Inácio como inspiração do modo de proceder da Companhia de Jesus e como inspiração para nosso desenvolvimento humano. Retoma também os identificadores de uma obra apostólica jesuíta, destacando o cuidado e a proteção como aspectos basilares dos identificadores globais da educação jesuíta. Além disso, trabalha elementos, atitudes e o modo de proceder, que identificam uma liderança inaciana, e conteúdos e recursos práticos para que as lideranças possam cultivar e desenvolver o relacionamento interpessoal.

A Trilha Cardoner oferece conteúdos e recursos práticos para que os colaboradores possam cultivar e desenvolver sua vida interior, autoconsciência e cuidado pessoal, qualificando-os para ajudar os alunos e as equipes por meio do acompanhamento pessoal. Trabalha também o relacionamento interpessoal no contexto organizacional inaciano e a liderança com foco em desenvolver e aperfeiçoar habilidades e visão pertinentes ao modo de proceder da instituição. Esta trilha aborda ainda o contexto em constante mudança em que os gestores atuam, as necessidades e os desafios crescentes de um mundo vulnerável e complexo e que exigem novas respostas dos educadores e gestores.

O Programa Arrupe de Desenvolvimento de Lideranças Inacianas teve início no mês de julho, com a integração de 38 novos admitidos à equipe do Colégio São Luís, que participaram da Trilha Loyola. Os participantes foram divididos em duas turmas, que tiveram três dias de atividades, com o objetivo de iniciar a incorporação dos novos colaboradores à missão educativa da Companhia de Jesus. Para isso, foi trabalhada a história de Santo Inácio de Loyola, como fonte do modo de proceder da Companhia de Jesus e como inspiração de um itinerário pessoal interior para os que desejam crescer humana e espiritualmente. Os colaboradores também conheceram mais sobre a história e as políticas internas do Colégio São Luís e o contexto mais amplo da missão da Companhia de Jesus no Brasil. A fim de aprofundar a percepção de pertencimento de um corpo apostólico em missão, os dois grupos visitaram algumas obras da Companhia em São Paulo: o Pateo do Collegio, o Colégio São Francisco Xavier e o Centro MAGIS Anchietanum. Os grupos foram recebidos pelas direções e equipes para conhecer o funcionamento da Obra, além de aspectos fundamentais da história da Companhia de Jesus, da pedagogia e da espiritualidade inacianas.

No mês de agosto, terá início a Trilha Manresa, com seis turmas. A trilha terá um encontro por mês, além de atividades assíncronas, e durará até o mês de novembro.

Quem foi Arrupe?

O nome do programa, chamado de Arrupe, faz memória ao autor da alocução Nossos Colégios Hoje e Amanhã, documento inspirador para os que se dedicam à educação na Companhia de Jesus. “Pedro Arrupe foi um padre jesuíta, Superior Geral da Companhia de Jesus, entre 1965 e 1983, e uma das personalidades mais significativas da Igreja Católica no século XX. Ele é o responsável por iniciar um processo de renovação no âmbito do apostolado educacional da Companhia de Jesus e que perdura até nossos dias, que é o de reconduzir o apostolado educacional às fontes inacianas e, a partir desse núcleo original, dar novo impulso a esse modo de serviço à Igreja e ao mundo”, conta o jesuíta Thadeu Souza, SJ, analista de projetos do Colégio São Luís.