On May 22nd 2018, we updated our Privacy Statement and our Terms of Use in compliance with GDPR. Your continued use of Educate Magis means you agree to these revised policies, so please take a few minutes to read and understand them here.
By Juliana Alves Ju
Sep 16th, 2019

Experiência ampliou o pensamento crítico e as habilidades comunicativas dos estudantes.

As escolas e os colégios que formam a rede jesuíta ao redor do mundo promovem a formação de cidadãos globais para uma visão ampla da realidade e capazes de atuar de maneira ativa na sociedade. Com esse intuito, a RJE (Rede Jesuíta de Educação Básica), em parceria com a Universidade Jesuíta Fordham, em Nova York, nos Estados Unidos, desenvolveu o Programa de Intercâmbio Liderança e Desenvolvimento Global. A primeira edição aconteceu entre os dias 8 e 28 de julho, na sede da universidade americana e reuniu 16 alunos das unidades educativas da RJE, entre eles nove estudantes do Colégio São Luís.

As atividades do programa foram divididas em duas partes e cada uma aconteceu em um campus da Universidade Fordham: Rose Hill, no Bronx, e Lincoln Center, em Manhattan. Na primeira etapa, chamada de A Linguagem da Diplomacia, os alunos tiveram a possibilidade de investigar os desafios e as estratégias do desenvolvimento sustentável. Na segunda parte, nomeada de Cidadania Global, os estudantes refletiram sobre a importância de reconhecer as diferenças culturais nas relações internacionais, por meio de atividades práticas e excursões guiadas pela cidade de Nova York. O programa incluiu, ainda, uma visita à ONU (Organização da Nações Unidas) e a outros pontos da cidade, além de um dia de visita à Filadélfia.

A aluna da 3.ª série do Ensino Médio do CSL, Amanda Neves, ressalta que os momentos vivenciados com os outros estudantes da RJE foram inesquecíveis. “Foi incrível ter a companhia de todos nessa viagem, pois quando nos juntamos representamos a rede e isso é maravilhoso. Com tudo isso, eu aprendi que para ser um cidadão global você não precisa de muito, basta fazer o bem, respeitar o outro. Eu vou levar para a minha vida os aprendizados dessa viagem e o sentimento de que eu posso ajudar o outro mesmo fazendo pequenas coisas, pois uma pequena ação pode mudar a vida de várias pessoas”, afirma.

O estudante do CSL, Miller Welian Lo, também da 3.ª série do Ensino Médio, conta que viver dentro do campus da Fordham, o ajudou a entender melhor como é a rotina de um estudante universitário nos Estados Unidos. Além disso, ele ressalta que uma das experiências mais significativas da viagem foi encontrar e conviver com pessoas de diversos lugares do mundo. “Durante essas três semanas, eu fui percebendo que, por mais que existam diferenças culturais, de personalidade ou senso de humor, é possível a criação de vínculos verdadeiros”, destaca.

A professora Andrea Paulavicius, responsável por acompanhar os alunos do CSL na viagem, afirma que é justamente a convivência com outras culturas um dos aspectos mais importantes do intercâmbio. “Essas vivências permitem ao aluno enxergar diferentes situações sob pontos de vista diversos. Quando existe esse processo de entendimento, o respeito às diferenças surge mais facilmente e o aluno compreende que liderança é algo a ser compartilhado”, ressalta.

Ao longo do curso, os alunos trabalharam com questões relacionadas aos ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável), da ONU, assunto com o qual os estudantes já têm bastante familiaridade, pois é parte das atividades e dos projetos do Colégio São Luís. Com tudo isso, segundo João Rodrigo Agildo, Coordenador de Língua Inglesa e do Departamento Internacional do CSL, “propiciar aos estudantes essa vivência amplia a possibilidade de diálogo com outras culturas e novas realidades. Isso tudo vai ao encontro do que queremos para a formação integral dos alunos”, conclui.